Antes de engravidar

 

Por isso, seja você uma mamãe de primeira viagem ou uma mamãe experiente, recomenda-se que a gravidez seja planejada. Essa preparação começa com uma visita ao ginecologista/obstetra para checar se o seu corpo está preparado para a gestação.

Nessa conversa com o médico, os seguintes temas,entre outros, serão abordados:

 

Casos de abortos anteriores;

Gravidez depois de um câncer de mama;

Antecedentes de partos prematuros;

Antecedentes de cesárea;

Caso de tumores nos ovários;

Problemas no colo uterino;

Histórico de problemas cardíacos;

Problemas de coluna;

Necessidade de se fazer uso de cortisona;

Casos de diabetes;

Portadora de doenças genéticas, renais ou outras doenças crônicas;

Histórico de fibromas, herpes genital ou uso de medicamentos;

Comportamento do peso corporal nos últimos tempos;

Vacina contra a rubéola;

Histórico de toxoplasmose e outras doenças

Depois dessa conversa, o ginecologista poderá tratar os eventuais problemas que possam atrapalhar uma gravidez saudável e dar a você e a seu parceiro informações úteis sobre fertilidade com quando deixar de usar os métodos anticoncepcionais, calcular a data da ovulação, etc.

 

Essa consulta é extremamente importante caso você sofra de doenças crônicas como diabetes, lúpus, hipertensão, entre outras.

Se suas vacinas não estão em dia, três meses antes de engravidar é o período recomendado para você tomar as vacinas contra a rubéola e pólio. Também é aconselhável vacinar-se contra sarampo e febre amarela. As vacinas, antitetânica e contra a hepatite B podem ser administradas durante a gestação.

 

Os problemas de higiene bucal devem, preferentemente, ser tratados antes da gestação. Mas, se for necessário, o tratamento também pode ser feito nesse período. Segundo um estudo da Unicamp realizado em 2006, complicações por infecção aumentam em 3,47 vezes as chances de um parto prematuro.

O seu médico é que vai, caso ache necessário, lhe encaminhar para  uma avaliação com o médico especialista em Medicina Fetal.

 

Essa avaliação  abrange principalmente as gestações de alto risco, porém pode ser estendida a qualquer situação que possa interferir com o desenvolvimento e/ou bem-estar fetal.

 

 

Última atualização em Dom, 01 de Janeiro de 2012 18:13

Contato

 

RIO GRANDE DO SUL

Rua Amandaú, 88, Centro - Santo CristoCEP 98960-000

(55) 35411440 (FONE/FAX)

(55) 99725584

fetale@fetale.com.br

contato@fetale.com.br

 

SERGIPE

Av. Getúlio Vargas, 473, Centro - Estância CEP.: 49200-000

(79) 35220234

sergipe@fetale.com.br

 

© 2012 Fetale - Centro de Medicina Fetal.